TELEVENDAS: (11) 4638-7875 | Whatsapp: (11) 98259-2619

Condições Especiais Toy Sexshop

Máquina de Sexo: Como automatizar as suas penetrações

O início dessa publicação vai parecer meio estranho, mas prometemos que, logo logo, você vai entender onde queremos chegar.

Dentre todos os brinquedos e acessórios que apresentamos em nosso blog até hoje, qual a característica em comum entre eles, além do compromisso em proporcionar prazer com segurança? Simples: todos eles precisam das mãos para serem utilizados!

Com isso, você deve estar pensando: mas é claro! Afinal, eu estou manuseando o acessório, ou seja, vou utilizá-lo com minhas próprias mãos ou as de outra pessoa autorizada por mim, certo?

Bem, não necessariamente. Você sabia que alguns brinquedos podem ser automáticos, ou seja, após a ativação, não é necessário segurá-los ou se preocupar em apoiá-los em lugar nenhum? Com isso, seus braços ficam livres, permitindo até o manuseio de outros brinquedinhos eróticos concomitantemente. Uma boa pedida, não é?

Continue conosco para saber mais sobre a automatização do prazer: a Máquina de Sexo!

O que é uma Máquina de Sexo?

Sabemos que o primeiro significado que imaginamos com esse termo é o de uma pessoa que gosta muito de transar, certo? Bem... É mais ou menos por aí. Quem gosta de usar uma máquina de sexo provavelmente deve adorar transar, e está disposto a explorar novas formas de obter prazer.

A máquina de sexo nada mais é do que uma espécie de “dildo” ou “consolo”, que pode ser introduzido na vagina ou no ânus, mas com um diferencial: graças a um mecanismo instalado em sua base, seus movimentos tornam-se automáticos, ou seja, quando ativada, a máquina de sexo faz todo o trabalho por você!

Além de movimentar-se por conta própria, a máquina de sexo traz também diversos tipos de vibração e, o que é mais interesse e próximo do real, opções de velocidade de penetração. Alguns modelos oferecem até dez tipos de velocidade, para você utilizar de acordo com o desafio que estiver disposto ou disposta a encarar naquela noite.

Ah, e já que falamos sobre modelos, é importante frisar que alguns novos modelos de máquinas de sexo estimulam outras regiões erógenas do corpo. Por exemplo, já foram desenvolvidas bonecas infláveis masculinas e femininas em tamanho natural com orifícios vibrantes, e também instrumentos calibráveis que estimulam os mamilos ou órgãos genitais através de choques elétricos! E sabe-se lá o que mais ainda está por vir...

De onde surgiu essa ideia?

A máquina de sexo é derivada dos dildos e consolos tradicionais que, por sua vez, foram desenvolvidos no final do século XIX como parte do tratamento para histeria em mulheres vitorianas, que era contida através da indução do orgasmo através da “simulação” de penetração ocasionada pela utilização do acessório.

Logo, os consolos evoluíram para os vibradores, adquirindo novas funções e formatos. A partir deles, notaram-se os primeiros exemplares de máquinas de sexo, em meados do século XX, principalmente em casas de banho europeias e americanas.

Em seguida, algumas versões compactas e a base de energia elétrica começaram a aparecer em lojas de departamento, como alternativa para o tratamento de problemas sexuais, ansiedade e demais questões íntimas. Depois de ser amplamente utilizada por praticantes de BDSM, a máquina de sexo passa a ser comercializada de maneira mais ampla, sendo tão divulgada quanto seu precursor, o vibrador.

Cuidados e higiene.

Como sempre, é importante prezar pelos cuidados básicos antes, durante e depois do uso de qualquer acessório sexual, para evitar ferimentos, alergias e demais surpresas indesejáveis.

Primeiramente, vamos falar sobre a higiene. Por se tratar de um produto eletrônico e que deve ser carregado – inclusive, dependendo do modelo, o carregamento da bateria pode ser mais ou menos demorado. Consulte as opções! – é importante limpar antes do uso apenas a região que é introduzida durante a penetração.

Para tal, basta utilizar água e um sabonete antibactericida para a higienização, podendo ser utilizadas também soluções específicas para limpeza de acessórios sexuais, como Toy Clean. A secagem, por sua vez, deve ser feita com um papel toalha descartável, sendo a secagem natural também uma boa opção. Esse mesmo processo deve ser realizado também após o uso.

Já durante, o cuidado é apenas um: usar e abusar de lubrificantes. Dessa maneira, você evita fricções e eventuais ferimentos nas regiões íntimas, que podem causar infecções muito mais graves se não tratadas.

No mais, seja feliz! A máquina de sexo está aí como mais uma opção no mercado que auxiliará na exploração do prazer sexual e no auto descobrimento.

Deixe uma resposta