TELEVENDAS: (11) 4638-7875 | Whatsapp: (11) 9 7635-5616

Condições Especiais Toy Sexshop

Dominação ou Submissão? Qual é a sua preferência?

Submissão e dominação: saiba mais sobre a prática do sadomasoquismo

O prazer sexual pode surgir a partir de fontes variadas, até mesmo através da dor, na chamada prática do sadomasoquismo, onde um parceiro manda e o outro obedece, sempre sob o pretexto da obtenção de sensações prazerosas por meio de atos dolorosos.

Alguns podem se perguntar como alguém conseguiria sentir prazer através da dor. A ciência traz algumas respostas para essa dúvida. Segundo pesquisadores, no momento da prática desta prática desencadeia-se uma espécie de circuito cerebral que libera um hormônio chamado cortisol, onde a pessoa submissa é tomada por uma sensação que se assemelha em muito ao prazer. O mesmo também costuma ocorrer com a parte dominadora da relação, já que esta se deleita com as reações do parceiro ou parceira.

Práticas mais comuns de sadomasoquismo:

Há diversas maneiras de se conseguir prazer sexual através da dor. Dentre as principais formas estão as chicotadas, o uso de prendedores em partes estratégicas do corpo, queimaduras através de cera derretida de velas, ser quase perfurado por meio de saltos finos de sapatos, asfixia e choque elétrico.

Mesmo que algumas práticas sejam mais empregadas do que outras, os casais podem inventar outras maneiras, ficando isto a critério dos envolvidos. Até mesmo podem imaginar que estão vivenciado situações, o que ganha ainda mais força com o emprego de fantasias.

Como surgiu a prática em questão:

Os escritores Marquês de Sade e Leopold van Sacher-Masoch viveram no século XVIII e acabaram dando origem ao termo que ilustra a realidade dos sadomasoquistas até hoje. Isso se deve ao fato de ambos terem dedicado obras onde o sexo era praticado com requintes de submissão e dominação. Assim sendo, os sobrenomes Sade e Masoch inspiraram a criação da expressão “sadomasoquismo”.

Vale ressaltar que Sade se aplicava a descrever situações onde havia a exaltação ao prazer de se ver a dor física de algumas pessoas na hora do sexo. Já Masoch demonstrava afinidade em escrever sobre ocasiões em que as sensações prazerosas eram decorrentes de submissão.

Como não ultrapassar os limites do outro:

Até mesmo em práticas onde há algum tipo de agressão física o respeito aos limites da outra pessoa deve ser preservado. Para tanto, os sadomasoquistas costumam combinar o que ocorrerá entre quatro paredes, evitando-se que a situação fuja do controle.

Segundo alguns praticantes, o ideal é que uma espécie de palavra de segurança seja estabelecida entre as partes envolvidas, devendo ser dita sempre que necessário.

Deixe uma resposta